Amarração amorosa, simpatia, pactos, magia negra

LUCIFERIANISMO

O luciferianismo é um conjunto de crenças cuja base encontra-se fixada na figura de Lúcifer.

Divide-se em luciferianismo tradicional ou teísta (crença em Lúcifer como um ser físico) e luciferianismo simbólico ou agnóstico (crença em Lúcifer como um símbolo de luz, conhecimento, crescimento individual e auto-aperfeiçoamento).

Este tipo de crença existe também no Paganismo da Tradicional Ibérica, apesar de não corresponder diretamente a ela e de não possuir, no mais das vezes, ligação definitiva com nenhum tipo claro de misticismo.

ORIGENS DO LUCIFERIANISMO

O luciferianismo é um antigo culto de mistérios que tem origem nos cultos de adoração às serpentes.

Apesar de muito posterior aos Mistérios Clássicos, como os de Elêusis, Delos e Delfos, contém traços que deitam suas origens nas práticas pagãs primitivas da Grécia e principalmente na Religião Órfica.

O Luciferianista presta reverência à entidade romana conhecida como Lúcifer, o Andrógino, o Portador de Luz, o espírito do Ar, a personificação do esclarecimento.

Lúcifer era o nome dado à estrela matutina (a estrela conhecida por outro nome romano, Vênus) e posteriormente descontextualizado e corrompido pelo Cristianismo.

A estrela matutina aparece nos céus logo antes do amanhecer, anunciando o Sol ascendente. O nome deriva do lucem ferre do termo latino, o que traz, ou o que porta a luz.

Lúcifer vem do latim, lux + ferre e é denominado muitas vezes, como sendo a Estrela da Manhã. De entre todas as entidades da angelologia e demonologia tradicionais, Lúcifer foi aquela a manter a relação mais notável com a Humanidade.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Para um luciferianista, encontrar a faceta Lúcifer da divindade dentro de nós é fator importante no caminho da Verdade. Esta Verdade nos trará consciência, conhecimento e sobretudo, o livre-arbítrio.

Lúcifer, para os homens, seria o caminho para o encontro com o Eu-Divindade, a manifestação da Vontade profunda integrada aos ritmos do mundo real.

Na angelologia hebraica, corresponde diretamente a Heylell, citado no Livro de Isaías como a “Estrela Brilhante” e mito muitíssimo anterior à elaboração romana de Lúcifer.

Os hebreus herdaram este anjo dos babilônios entre 600 a.C. e 300 a.C., enquanto que os romanos só formularam seu “deus” após o surgimento do Cristianismo na Península Itálica.

Vale ressaltar que existem diferenças importantes de cunho mítico, ritualístico e filosófico entre o Luciferianismo, mormente o Simbólico, e o Satanismo.

O último posiciona-se, principalmente, como reação contrária ao Cristianismo, enquanto que o primeiro possui caráter distinto e identidade semelhante aos cultos pagãos, apesar de totalmente desligado do Paganismo para grande parte de seus praticantes

O QUE É MAGIA ?

Magia (não confundir com mágica ou truque) antigamente chamada de Grande Ciência Sagrada pelos Magos, é uma forma de ocultismo que estuda os segredos da natureza e a sua relação com o homem,

criando assim um conjunto de teorias e práticas que visam ao desenvolvimento integral das faculdades internas espirituais e ocultas do Homem, até que este tenha o domínio total sobre si mesmo e sobre a natureza.

A magia tem características ritualísticas e cerimoniais que visam entrar em contato com os aspectos ocultos do Universo e da Divindade.

Afirma-se que por meio de rituais, feitiços, orações ou invocacões é possível fazer com que forças ocultas atuem sobre o ambiente, modificando por exemplo, a vontade, o agir ou o destino das pessoas. Essa concepção, no entanto, é tida como irracional pela ciência.

A etimologia da palavra Magia, provém da Língua Persa, magus ou magi, que significa sábio. Da palavra “magi” também surgiram outras tais como “magister”, “magista”, “magistério”, “magistral”, “magno”, etc. Também pode significar algo que exerce fascínio, num sentido moderno, como por exemplo quando se fala da magia do cinema.

QUEM É BELZEBU, BELZEBUTH.

Beelzebuth (deformação do nome de uma divindade filistéia ou cananéia: Baal Zebub ou Baal Zebul ou vulgo Belzebu, Príncipe dos Demônios, Senhor das Moscas e da pestilência, Mestre da Ordem. é conhecido principalmente como O Quarto.

Tem essa nomeação por ser o quarto demônio mais poderoso do inferno, curvando-se somente perante Lúcifer, o próprio Shaitan de Tenebras e Belphegor.

Baalzebub é uma entidade amalgamada de outras duas poderosas entidades conhecidas da mitologia Cananéia e Fenícia:

– o deus Baal ou Bael, senhor dos trovões, agricultura e fertilidade. Também associado à morte e crueldade;
– Zebub, o deus das moscas e da pestilência.

Segundo a mitologia, Zebub era um infernunita arqui-inimigo de Baal.

Este, junto com grandes magos da Antiguidade, derrotou Zebub numa batalha épica que, por ter expandido suas forças no cosmo, abriu um abismo que sugou os dois deuses e os uniu em um só, o então “belth-zebul”.

Seu espírito foi arremessado ao inferno e lá perdurou na “fossa”, até ser resgatado por Shaitan. Seu poder excedia o poder de Zebub e do próprio Baal. Proclamou-se senhor da cidade de Dite, antes governada por Orcus.

Quando aplicada a religião católica, Belzebub era visto na Idade Média como um dos sete princípes do Inferno, sendo a personificação do segundo pecado, a gula.

PACTOS FINANCEIROS.

Pacto é um ritual o qual você, realiza um acordo com um determinado espírito, Guardião ou até mesmo Deuses, para que te tragam um fim determinado, sendo ele espiritual ou financeiro. Neste acordo, existe uma troca mútua entre você e a divindade, você entrega os agrados e oferenda, e a divindade entrega a você a dádiva que pediu.
Não se faz pacto se não tem caminhos, não se faz acordos sem poder cumprir, e tudo de primeiro momento utiliza materiais, para que um espírito se torne seu amigo, ou trabalhe para você, você precisa fazer a primeira entrega sempre, eles não se aproximam de graça e sem interesse. O problema que quando NÓS , mostramos que temos apenas interesse neles, eles se afastam, então devemos tomar cuidado com isso.

Existem acordos de pequeno ,médio e grande porte.
acordos pequenos envolvem animais pequenos como galos, galinhas,porcos, acordos de médio porte envolve cabras, bodes e carneiro dependendo do ritual, e acordos de grande porte envolve rituais com animais como boi, vaca, ou búfalo.

os prazos para acordos começarem surtir efeitos variam de acordo com os feitiços;
Pequeno porte duram em média 1 ano devendo ser renovado anualmente, efeitos em 49 dias após o feitiço.
Médio porte duram em média 3 anos, devendo ser renovado após o término, efeitos em 21 dias após o feitiço.
Grande porte, duram em média 7 anos, devendo ser renovado após o término, efeitos em 13 dias após o feitiço.

Os Prazos são uma média, por se tratar de algo espiritual o tempo pode variar, acontecendo antes, ou depois do tempo previsto.

QUEM PODE FAZER PACTO?

Empresários, pequenos comerciantes, trabalhadores liberais, e todo tipo de pessoa que deseja melhorar seu caminho financeiro, nosso templo é muito procurado por pessoas físicas e jurídicas, que acreditam no poder da magia, e tem fé nas cerimônias.
atendemos desde Acompanhantes de Luxo, políticos, vendedores, Sacerdotes de outras vertentes religiosas e trabalhadores no geral.

Importante

iNFORMAMOS A TODOS, que o Templo de Belzebuth, realiza atendimentos e orientações no brasil e exterior.
estamos presentes constantemente nos seguintes paises:

Brasil ,França, Portugal,Espanha,Holanda,Republica Dominicana, Argentina, Uruguay, México,Africa e Chile.

para receber atendimento em seu país, favor entrar em contato.

nossas unidades de Belo Horizonte, e Rio de janeiro.
estão fechadas ao publico, abertas apenas a iniciações de novos médiuns.